//Procurando transportadora? Saiba como escolher a empresa certa!

Procurando transportadora? Saiba como escolher a empresa certa!

caminhão-procurando-transportadora

Os gestores de frotas sabem que um dos principais desafios no atendimento ao cliente é garantir que a carga seja entregue com o menor número de problemas possível. Por isso, antes de optar pela contratação dos serviços de uma determinada transportadora, o mesmo deve atentar-se a alguns parâmetros, tais como a sua reputação no mercado e se ela atende outras companhias.

Entre as centenas de empresas de transporte inseridas no mercado, o gestor deve escolher aquela que realmente consiga atender e suprir todas as suas necessidades.

A seguir, veja algumas dicas para escolher a transportadora ideal:

4 estratégias para encontrar a melhor transportadora

1 – Realize pesquisas contínuas

Em qualquer mercado, realizar uma pesquisa de práticas e tendências é essencial, principalmente no setor de transporte de cargas. E mesmo que a sua companhia já possua contrato com alguma transportadora, o ideal é coletar informações a respeito das atualizações do segmento, questionando sempre que possível os fornecedores, parceiros e clientes.

Assim, você poderá verificar os preços praticados por transportadoras semelhantes para as operações e rotas que você mais utiliza, e checar se o prestador de serviços que atende sua empresa segue ou não as melhores práticas de mercado. Com essa pesquisa, você poderá encontrar melhores preços e soluções para suas operações.

 

2 – Verifique as condições da frota

É de suma importância que o gestor exija dados objetivos em relação à composição da frota de cada transportadora e, se possível, verifique o estado de conservação e manutenção dos veículos utilizados para o transporte. Normalmente, ainda que hajam raras exceções, uma transportadora com caminhões mais novos e com boa manutenção dispõe de recursos financeiros suficientes para operar com equipamentos em perfeito estado e fazer investimentos para melhorar seus serviços constantemente, demonstrando preocupação em atender bem clientes e parceiros.

Atente-se a serviços com preços muito baixos, pois podem indicar que os caminhões são obsoletos e desatualizados, além de mal conservados e com falta de manutenção. Ao contratá-los, sua carga poderá sofrer inúmeros riscos, tais como acidentes, atrasos e perdas, além da possibilidade desses veículos serem parados em estradas e postos de fiscalização.

 

3 – Confira o nível de preparação da equipe

Algumas mercadorias, por serem frágeis, exigem transporte e manejo delicados e geralmente são mais tolerantes em relação a prazos de entrega. Neste caso, os profissionais das transportadoras devem adotar métodos específicos para carregar, descarregar e acomodar este tipo de carga nos veículos. Porém, muitos deles, por não receberem os devidos treinamentos, manuseiam a carga de forma mais bruta e grosseira, o que pode danificar o produto e reduzir seu nível de qualidade. Por isso, verificar se a equipe de uma transportadora é bem treinada ou não é uma tarefa essencial, pois ditará se a carga chegará ao cliente nas condições apropriadas. Quando são devidamente preparados, os profissionais são cordiais e atenciosos no tratamento com o cliente.

 

4 – Certifique-se que tecnologias são adotadas

Dê preferência apenas a transportadoras que adotem tecnologias para gerirem sua frota, tais como equipamentos de comunicação e transmissão de dados, softwares de gestão de rotas e remessas, leitores e máquinas modernas e dispositivos móveis. Elas são extremamente necessárias para que a empresa possa fornecer ao gestor e seu cliente informações relacionadas ao status de entrega da mercadoria em tempo real, além de atendimento a qualquer hora do dia ou da semana. O monitoramento da frota, além de facilitar o rastreamento de cargas, evita a perda de recursos financeiros provinda de furtos, perdas ou acidentes.

 

Que critérios você analisa antes de contratar uma transportadora? Eles foram eficazes na sua escolha? Conte para a gente nos comentários!

E-book grátis Roadvision – Capacitação e treinamento de motoristas e colaboradores: custo ou investimento?

By | 2015-05-04T19:13:58+00:00 maio 4th, 2015|Gestão de Frotas|0 Comments

About the Author: